terça-feira, março 27, 2012

Teatro(s)

"Que o vosso trabalho possa ser apaixonante e original. Que ele possa ser profundo, comovente, contemplativo, e único. Que ele nos ajude a reflectir sobre a questão do que significa ser humano, e que esta reflexão seja guiada pelo coração, sinceridade, candura, e charme. Que consigam ultrapassar a adversidade, a censura, a pobreza e o niilismo, que muitos de entre vós serão obrigados a enfrentar. Que sejam abençoados com o talento e rigor para nos ensinar sobre o batimento do coração humano, em toda a sua complexidade, e com a humildade e curiosidade que faça disto o trabalho da vossa vida. E que o melhor de vós próprios – porque só poderá ser o melhor de vós próprios , e mesmo assim apenas em raros e breves momentos – consiga definir a mais fundamental questão “como vivemos nós?”

Desejo sinceramente que o consigam".

John Malkovich. Para o 50.º aniversário do Dia Mundial do Teatro. Hoje.


Por todas as vezes em que a vida me obrigou a fingir. E por todas as outras em que o fiz por querer, por gostar, por me dar prazer, por brincar, porque adoro o faz-de-conta. E que foram mais.

******************************************************************************************